Organização faz protesto contra casos de pessoas desaparecidas

RIO DE JANEIRO - Para protestar contra os 9 mil casos de pessoas desaparecidas entre janeiro de 2007 e dezembro de 2008 na cidade, a organização não-governamental Rio de Paz reproduz nesta terça-feira (9), na areia de Copacabana, um cemitério clandestino e um forno de microondas, usando manequins e pneus empilhados. O objetivo é mostrar como são queimadas as vítimas do tráfico de drogas nos morros e favelas.

Agência Brasil |

Às 12h, haverá uma dramatização e uma pilha de pneus será queimada. Voluntários e manequins estarão dentro de valões na areia, representando os cemitérios clandestinos.

Às vésperas dos 60 anos da Declaração dos Direitos Humanos, o grupo Rio de Paz quer chamar a atenção da sociedade para as possíveis causas dos desaparecimentos. Em 2009, a ONG fará uma pesquisa para tentar chegar às causas e ao real número de desaparecidos.

Leia mais sobre: desaparecidos

    Leia tudo sobre: desaparecimento

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG