O grupo Opportunity informou que irá divulgar nesta quinta-feira um balanço da saída de recursos após a prisão pela Polícia Federal do sócio-fundador da instituição financeira, Daniel Dantas, e de seu principal executivo, Dório Ferman.

Atualmente, a gestora de recursos do grupo administra um patrimônio de R$ 20,8 bilhões e ocupa o 15º lugar no ranking da Associação Nacional dos Bancos de Investimentos (Anbid).

Após as prisões efetuadas na terça-feira, o grupo tomou duas medidas: decidiu abrir a composição das carteiras de seus fundos (por lei, as instituições podem manter sigilo por até 90 dias), que estão disponíveis para consulta no site da Comissão de Valores Mobiliários (CVM); e nomeou o ex-diretor de Política Econômica do Banco Central Afonso Bevilacqua para administrar os fundos que eram geridos por Ferman.

Bevilacqua atuava no Opportunity Asset Management e respondia pela gestão de recursos internacionais. Ele ingressou no grupo em agosto de 2007. O trabalho será dividido com o diretor de Gestão do Opportunity, Felipe Pádua, e o diretor Comercial da instituição, Fernando Rodrigues.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.