Oposição recolhe assinaturas para criar CPI para apurar denúncias contra Arruda

Os deputados da oposição em Brasília começam na manhã desta terça-feira a recolher assinaturas para a abertura de uma comissão parlamentar de inquérito (CPI) para apurar o escândalo político iniciado com a Operação Caixa de Pandora, da Polícia Federal e do Ministério Público. São necessárias oito assinaturas, em um universo de 24 deputados. Além do PDT, o PT já anunciou que apoiará a CPI.

Erika Klingl, iG Brasília |


  • Empresário põe dinheiro na cueca

    Contrário à tese de crime eleitoral, o requerimento, apresentado pelo deputado distrital José Antonio Reguffe (PDT), defende a apuração das denúncias no período de janeiro de 2003 a novembro de 2009. No Senado, o pedetista Cristovam Buarque também fala em abertura de CPI.

    Pelo requerimento da Câmara Distrital, além dos crimes eleitorais, há indícios da prática de crimes contra a administração pública e crimes tributários. Caso aberta, a CPI investigará integrantes do governo do Distrito Federal, servidores públicos, políticos, parlamentares e empresários. Há indícios de crimes e atos ilícitos praticados pelo Chefe do Poder Executivo, integrantes do Governo do Distrito Federal e por deputados distritais, cita o documento.

    Para Reguffe, tendo como base o relatório, o esquema criado é muito grave porque permeava todo o governo. Para exemplificar, ele cita um trecho do depoimento de Durval Barbosa, ex-secretário de Relações Institucionais.

    Em todas as Secretarias de Estado em outras Unidades do governo do Distrito Federal, dirigidas por políticos com mandato, o titular da secretaria recebe 40% dos valores arrecadados dos contratos em geral, ou seja, recursos repassados pelos prestadores de serviço do GDF a título de propina; que os 60% restantes são divididos da seguinte forma: Governador 40%, Vice-Governador 30%, Geraldo Maciel (Casa Civil) - 10%, Omézio Pontes 10% e o restante para livre distribuição, de acordo com a determinação do Governador Arruda, cita o documento.

    Escândalo no Distrito Federal

    Entenda

    Inquérito da PF

    Vídeos

    Leia também:

    Crise de 2001

    • Leia tudo sobre: arrudadf

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG