Oposição obstrui votações na Câmara dos Deputados

A oposição conseguiu obstruir as votações de hoje no plenário da Câmara dos Deputados. A sessão continua, mas a parte da sessão destinada a votações - chamada de Ordem do Dia - foi encerrada no início da noite.

Agência Estado |

O governo não conseguiu manter a base no plenário, apesar de 331 deputados - número suficiente para votações - terem entrado na Casa. A oposição quer impedir que as votações avancem e a pauta alcance o projeto que cria o Fundo Soberano do Brasil (FSB).

O líder do PSDB, deputado José Aníbal (SP), pediu a retirada da medida provisória (MP) 435, o primeiro item da pauta. Ele argumenta que essa MP já perdeu o seu sentido porque foi editada para tratar do problema de desvalorização do dólar. Editada no final de junho, a MP permite ao governo utilizar o chamado superávit financeiro e a emissão de ordens de pagamento no exterior em reais para o pagamento da dívida.

Antes do encerramento da Ordem do Dia, o líder do governo na Câmara, Henrique Fontana (PT-RS), reuniu os líderes, inclusive os de oposição, para discutir a proposta do Fundo Soberano. Os líderes do PSDB, do DEM e do PPS consideraram que este não é o momento para a votação do fundo, e não houve acordo para a votação.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG