absolvição do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), nos 11 pedidos de investigação que vão ter seu pedido de desarquivamento votado nesta quarta-feira no Conselho de Ética do Senado. Devido a isso, DEM e PSDB encomendaram pareceres jurídicos e vão tentar levar os processos para o plenário da Casa." / absolvição do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), nos 11 pedidos de investigação que vão ter seu pedido de desarquivamento votado nesta quarta-feira no Conselho de Ética do Senado. Devido a isso, DEM e PSDB encomendaram pareceres jurídicos e vão tentar levar os processos para o plenário da Casa." /

Oposição já dá como certa absolvição de Sarney no Conselho de Ética

A oposição já dá como certa a http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2009/08/19/pt+pode+beneficiar+jose+sarney+no+conselho+de+etica+nesta+quarta+feira+7957942.html target=_topabsolvição do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), nos 11 pedidos de investigação que vão ter seu pedido de desarquivamento votado nesta quarta-feira no Conselho de Ética do Senado. Devido a isso, DEM e PSDB encomendaram pareceres jurídicos e vão tentar levar os processos para o plenário da Casa.

Severino Motta, repórter em Brasília |

Sem os votos do PT, que resolveu blindar Sarney, só restará o recurso ao plenário do Senado, disse o senador Álvaro Dias (PSDB-PR).

O PT, que viu na terça-feira seu líder, Aloizio Mercadante (SP), ameaçar abandonar o posto caso tivesse que substituir Ideli Salvatti (PT-SC) e Delcídio Amaral (PT-MS) no Conselho de Ética, numa manobra para colocar o líder do governo, Romero Jucá (PMDB-RR), e Roberto Cavalcanti (PRB-PB) no colegiado. Ele foi pressionado pelo planalto e pelo presidente da sigla, Ricardo Berzoini, e deve apoiar Sarney nesta tarde.

A defesa feita pelo PMDB nesta terça-feira, durante audiência pública com a ex-secretaria da Receita Federal Lina Vieira agradou Lula. O líder do PMDB, Renan Calheiros (AL), fez questão de usar expressões como nosso governo e dizer que toda a briga existente faz referência às eleições de 2010.

Sem os três votos do PT, a oposição só conta com cinco dos oito votos necessários para desarquivar qualquer um dos pedidos de investigação contra Sarney. Há ainda um processo contra o líder do PSDB no Senado, Arthur Virgílio (AM), que também deve continuar no arquivo. A base só cogita reviver o mesmo caso a oposição consiga levar para plenário alguma das representações ou denúncias contra o presidente do Senado.

A briga, em um segundo momento, vai ser lenta e jurídica. Por um lado, a oposição conta com pareceres alegando que o regimento do Senado é maior que a resolução que determina o funcionamento do Conselho de Ética. Assim, qualquer recurso tem viabilidade para votação em plenário, que é soberano. Já o governo diz o contrário. Acredita que processos no Conselho de Ética, se sepultados no colegiado, não podem ir para outras instâncias.

O Conselho de Ética se reúne nesta quarta-feira às 14h.

Leia também:

Leia mais sobre: crise no Senado

    Leia tudo sobre: conselho de éticacrise no senadopt

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG