A indicação do advogado-geral da União, José Antonio Toffoli, para ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) vai enfrentar mais resistência no Senado do que esperam os governistas. Senadores da oposição se aproveitam das recentes denúncias envolvendo o nome de Toffoli para tentar minar a indicação do presidente Lula.

Agência Brasil
Toffoli foi indicado por Lula ao Supremo

Toffoli foi indicado por Lula ao Supremo

A mensagem presidencial de indicação do advogado-geral da União para ministro do Supremo será lida pelo presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, Demóstenes Torres (DEM-GO), nesta quarta-feira.

De acordo com as normas da CCJ, após a leitura da mensagem é concedida vista automaticamente aos senadores. Caso o presidente da comissão suspenda esse pedido de vista, a sabatina poderá ser feita nesta quarta. Se for mantida a vista, a arguição será na quarta-feira da próxima semana (30).

Leia reportagem completa no Congresso em Foco

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.