Oposição entra com ação no TSE sobre viagem de Lula à região do São Francisco

BRASILIA ¿ Os advogados dos três partidos da oposição, PSDB, DEM e PPS, protocolam no fim da tarde desta terça-feira uma ação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) contra o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, por campanha antecipada. A oposição avalia que a viagem de vistoria das obras de transposição do Rio São Francisco foi utilizada para campanha eleitoral disfarçada.

Camila Campanerut, repórter em Brasília |


O presidente Lula e sua candidata não têm limites. Estão fazendo campanha no Nordeste há três dias com o pretexto de vistoriar as obras de transposição do Rio São Francisco", acusou o presidente nacional do PSDB, o senador Sergio Guerra (PE).

AE
Ciro e Dilma junto com Lula iniciam maratona de vistoria das obras do São Francisco
Ciro e Dilma junto com Lula durante vistoria das obras do rio São Francisco

Após o aumento das promessas de reação da oposição, até o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, comentou sobre o episódio . É uma situação que, se se tornar repetida e sistêmica, há de merecer reflexão. É uma viagem feita com recursos públicos. Nem o mais cândido dos ingênuos acredita que isso é uma fiscalização de obras. Não se tinha visto até então a ministra Dilma fiscalizar obras. A questão tem que ser discutida, disse.

Mendes afirmou que o governo está testando a Justiça Eleitoral e o Ministério Público Eleitoral. Isso porque essa não é a primeira tentativa da oposição de acusar o governo de uso eleitoreiro de eventos. O DEM entrou com uma representação, no início do ano, contra o presidente e a ministra, após o Encontro Nacional de Prefeitos. O DEM entendeu que o governo teria usado o encontro para promover a pré-candidata do PT, Dilma Rouseff, à Presidência.

Leia mais sobre eleições

    Leia tudo sobre: campanhadilma rousseffeleições 2010lulaoposição

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG