BRASÍLIA - Deputados de oposição ameaçam apresentar um relatório paralelo na CPI dos Grampos, da Câmara dos Deputados, caso o relator da comissão, deputado Nelson Pellegrino (PT-BA), não sugira indiciamento algum ao final das investigações do colegiado. http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2008/11/12/mp_entrega_a_justica_alegacoes_finais_de_processo_contra_daniel_dantas_2110466.html target=_topMP entrega à Justiça alegações finais de processo contra Daniel Dantas http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2008/11/12/sinopse_de_imprensa__dantas_pede_suspensao_de_acao_penal_por_causa_da_abin_2108675.html target=_topDantas pede suspensão de ação penal por causa da Abin

Acordo Ortográfico

Se ele [Nelson Pellegrino] ao final entender que não cabe indiciamento nesses casos, vamos apresentar um parecer paralelo, porque mesmo que sejamos voto vencido, o relatório fica constado nos trabalhos da comissão e é encaminhado ao Ministério Público Federal, disse o deputado Gustavo Fruet (PSDB-PR).

Para Fruet, vários envolvidos nos desdobramentos da Operação Satiagraha ¿ desde os investigados, como o sócio-fundador do Opportunity, Daniel Dantas, até os investigadores, como o diretor-geral afastado, Paulo Lacerda - mentiram durante os depoimentos à CPI.

Fruet não definiu, entretanto, quem será apontado no voto paralelo. Isso será decidido em conjunto entre os deputados do PSDB, após o resultado de um parecer solicitado pelos parlamentares aos técnicos da CPI acerca dos diversos depoimentos ouvidos pela comissão.

O relator da CPI dos Grampos, deputado Nelson Pellegrino, admite que, por não receber os inquéritos que correm em segredo de justiça, como da operação Chacal e Satiagraha, pouco ou nada poderá fazer contra os acusados de grampos no País, entre eles o banqueiro Daniel Dantas.

Já o presidente da CPI, Marcelo Itagiba (PMDB-RJ), defende que pelo menos Paulo Lacerda, afastado da Abin, deveria ser indiciado por falso testemunho, uma vez que disse à comissão que apenas dois ou três agentes da Abin tinham participado das investigações da Polícia Federal ¿ o que depois foi desmentido. De acordo com o diretor de contra-inteligência da Abin, Paulo Fortunato, pelo menos 52 funcionários da agência estiveram envolvidos na Operação Satiagraha.

Leia mais sobre: Operação Satiagraha

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.