Oposição critica PT por apoiar arquivamento de ações

Ao final da reunião do Conselho de Ética, senadores que são contra a permanência de José Sarney (PMDB-AP) na presidência do Senado criticaram a decisão do PT de votar pelo arquivamento das denúncias. É impressionante como o Senado cada vez mais consegue se afastar da vontade da opinião pública, disse o senador Renato Casagrande (PSB-ES).

Agência Estado |

"O apoio do PT ao presidente José Sarney mostrou que o presidente Lula colocou a sua digital no arquivamento", avaliou José Agripino Maia (RN), líder do DEM.

O líder do PMDB, Renan Calheiros (PMDB-AL), avaliou, em contrapartida, que a decisão da bancada petista em votar pelo arquivamento das denúncias contra Sarney "é uma prova de que o PT e o PMDB podem estar ainda mais próximos em 2010". Questionado se a decisão de arquivar as denúncias resolveria a crise política no Senado, Calheiros respondeu: "O time não é meu, mas o Senado precisa dar uma resposta mais eficiente à sociedade, com votações importantes".

Por nove votos a seis, o Conselho de Ética arquivou hoje 11 ações que haviam sido movidas pela oposição contra José Sarney. Votaram contra o arquivamento os senadores Demóstenes Torres (DEM-GO), Eliseu Resende (DEM-MG), Rosalba Ciarlini (DEM-RN), Marisa Serrano (PSDB-MS),
Sérgio Guerra (PSDB-PE) e Jefferson Praia (PDT-AM). Votaram pelo arquivamento das ações: Wellington Salgado (PMDB-MG), Almeida Lima (PMDB-SE), Gilvan Borges (PMDB-AP), Inácio Arruda (PCdoB-CE), Gim Argello (PTB-DF), Romeu Tuma (PTB-SP) e os petistas João Pedro (AM), Ideli Salvatti (SC) e Delcídio Amaral (MS).

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG