Oposição cobra entrega de Battisti para Itália

A oposição diz que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva deve seguir a orientação do Supremo Tribunal Federal (STF) e entregar o ex-ativista Cesare Battisti ao governo da Itália.

Agência Estado |

Para o presidente da Comissão de Relações Exteriores do Senado, Eduardo Azeredo (PSDB-MG), Lula tem de respeitar o tratado de extradição com o país europeu e não duvidar da democracia na Itália. "O funcionamento da Justiça italiana é absolutamente normal", afirma.

O líder do DEM, senador José Agripino (RN), diz que, se Lula ignorar o STF, deixará de lado os aspectos jurídicos da questão. "E o presidente estará agindo de forma política e ideológica." O senador Alvaro Dias (PSDB-PR) lembra que o presidente afirmou que acompanharia a orientação do STF. "Fica a impressão que ele vai atender ao tribunal, decidindo pela extradição", diz.

Na base aliada, prevalece tese da não extradição. O líder do PT no Senado, Aloizio Mercadante (SP), afirma que é prerrogativa do presidente decidir sobre a relação com Estados estrangeiros. Para o deputado Ricardo Barros (PP-PR), a Corte "interpretou" a Constituição: "A decisão era do Executivo e só foi levada ao tribunal porque os advogados da Itália recorreram." As informações são do jornal "O Estado de S. Paulo".

    Leia tudo sobre: battisti

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG