F - Brasil - iG" /

Operador dispara tiro contra si mesmo dentro da BM F

SÃO PAULO (Reuters) - Um operador da corretora Itaú tentou o suicídio nesta segunda-feira dentro do pregão da BM&F, disparando um tiro na região toráxica. Segundo a assessoria da BM&F Bovespa, Paulo Sergio Silva, de 36 anos, disparou contra si mesmo pouco depois das 15h30. Ele foi socorrido no ambulatório da instituição e levado para a Santa Casa de São Paulo, onde passava por uma cirurgia no início da noite.

Reuters |

Colegas do operador no pregão disseram à Reuters que ele sofre de depressão.

"Cada um tem um problema, ele estava se tratando de depressão", disse um operador que pediu para não ser identificado.

Outro profissional que trabalha no pregão disse que todos ficaram assustados por não saber exatamente o que estava acontecendo.

"A gente ficou com medo porque não sabia se ele tinha atirado em alguém ou se ele ia atirar em todo mundo", afirmou, também sob condição de anonimato. "No começo não deu para ver o que tinha acontecido, que ele tinha atirado nele mesmo e já estava no chão."

De acordo com as fontes, o incidente ocorreu na roda de negociação de contratos de Depósito Interfinanceiro (DI). O incidente tumultuou momentaneamente o pregão, mas as operações não chegaram a ser oficialmente paralisados.

A BM&F Bovespa confirmou que há detectores de metal nas entradas do pregão, mas só uma investigação policial poderá averiguar o que ocorreu.

"O acesso ao pregão só é permitido aos operadores e auxiliares de pregão devidamente credenciados por suas respectivas corretoras e aos funcionários da bolsa", informou a bolsa.

"Nos principais acessos ao pregão há detectores de metal. Apenas a investigação policial poderá dizer como o operador introduziu a arma no pregão."

(Reportagem de Vanessa Stelzer, Daniela Machado e Aluísio Alves)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG