Operação prende 15 PMs suspeitos de tráfico no Rio Grande do Sul

PORTO ALEGRE - A Operação Laçador, da Brigada Militar (a Polícia Militar gaúcha), em conjunto com o Ministério Público (MP) do Rio Grande do Sul, prendeu nesta quarta-feira 21 pessoas, entre elas 15 policiais militares, acusados de tráfico de armas e munições.

Agência Estado |

Segundo a investigação, o grupo vinha agindo na região metropolitana de Porto Alegre. A Operação Laçador foi batizada com esse nome em virtude do alvo das investigações ser um homem de apelido "Gaúcho", que comercializava munições.

O promotor de Justiça Ricardo Herbstrith, que coordenou a investigação, disse que as apurações em torno do tráfico de armas e munições foram feitas durante cinco meses. A ação, que apreendeu farta munição, equipamentos para recarga de calibres proibidos e munição especial com capa de teflon utilizada em assaltos a bancos, teve como ponto central o bairro Jardim Planalto, na zona norte da capital do Estado, onde morava "Gaúcho".

Os PMs detidos foram encaminhados ao Batalhão de Guarda da Brigada Militar e os civis, para o Presídio Central. Herbstrith ainda não sabe a procedência das armas de calibre .357, pistola automática .40 e outras armas recolhidas na operação. Os mandados de busca e apreensão e de prisão, expedidos pela 1ª Vara Criminal do Fórum do Alto Petrópolis, foram cumpridos pelos agentes da Promotoria Especializada Criminal, do Comando Policial da Capital e do Batalhão de Operações Especiais da Brigada Militar.

Leia mais sobre: operação  - Rio Grande do Sul

    Leia tudo sobre: operaçãorio grande do sul

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG