Operação na Bahia e São Paulo desarticula grupo que vendia drogas

Segundo a polícia, grupo tinha faturamento mensal de cerca de R$ 400 mil

AE |

selo

Com a prisão nesta quinta-feira de 12 acusados de tráfico de drogas, na Bahia e em São Paulo, a Secretaria de Segurança Pública baiana acredita ter desarticulado uma quadrilha que enviava 200 quilos de pasta-base de cocaína por mês à Bahia e que tinha faturamento de cerca de R$ 400 mil mensais. 

A maior parte da operação foi realizada no bairro de Nordeste de Amaralina, em Salvador, que receberá a segunda unidade da Base Comunitária de Segurança - versão baiana das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) do Rio. Divididos em 32 grupos, 140 policiais civis e militares foram destacados para cumprir dez mandados de prisão no local. Seis acusados foram presos. 

Apontado como líder do comércio de entorpecentes na área, Jairo Santos da Silva, conhecido como Peu, foi preso ainda durante a madrugada. A operação teve desdobramentos em São Paulo e em Americana, no interior paulista, com o cumprimento de outros seis mandados de prisão, pela polícia paulista. 

Entre os detidos está um dos criminosos mais procurados da Bahia, Fagner Souza da Silva, conhecido como Fal. Ele é apontado como um dos principais distribuidores de entorpecentes para o Estado e como interlocutor entre grupos criminosos baianos e paulistas.

    Leia tudo sobre: drogasoperaçãobahiasão paulo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG