A Secretaria de Saúde do Rio de Janeiro informou que dez pessoas morreram hoje durante uma operação com 300 policiais civis e com o apoio da Polícia Militar hoje nas favelas da Coreia, Vila Aliança, Taquaral e Rebu, em Senador Camará, na zona oeste do Rio. Antes, a secretaria chegou a informar que eram 12 mortos, mas recuou para 10.

No entanto, a Polícia Civil afirmou que foram mortos seis em confronto pela manhã e o 14º Batalhão de Polícia Militar de Bangu informou que outros três morreram à tarde após atacarem PMs a tiros. Uma mulher ficou ferida durante a operação.

Entre os mortos, que seriam supostos traficantes, estão Diego Matos Brás, de 15 anos, e Josué de Souza, de 16. Os demais mortos têm entre 18 e 37 anos. Sete homens foram presos e apenas um deles, Jucélio Gonçalves das Neves, de 43 anos, tinha antecedentes e mandado de prisão por roubo. "Não temos dúvidas que os mortos eram bandidos, pois trocaram tiros com a polícia", disse o chefe da Polícia Civil, Gilberto Ribeiro. Ele afirmou que o alto número de mortes quando há operação naquela região ocorre porque os criminosos das favelas (ligados ao Terceiro Comando Puro) oferecem resistência à ação policial e que isso possibilita a fuga do traficante Márcio da Silva Lima, o Tola, líder do tráfico na região e principal alvo da operação

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.