Operação em favela do Rio termina com um homem morto e um preso

RIO DE JANEIRO ¿ Um homem morreu e outro foi preso na operação que a Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) da Polícia Civil realizou na manhã desta quinta-feira na Favela de Acari, zona norte do Rio. A ação contou com a participação de cerca de 40 agentes e teve como objetivo reprimir o tráfico de drogas na região.

Redação |

Diogo Santos Ferreira, de 24 anos, conhecido como Coronel, chegou a ser levado para o Hospital Carlos Chagas, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Segundo a polícia, ele tinha ligações com a venda de entorpecentes na Favela de Acari.

Ainda durante a ação, os policiais prenderam Adriano Pimenta, 37, que tinha um mandado de prisão em seu nome. Quando foi detido, o suspeito passou mal e foi encaminhado para o Hospital do Andaraí. Com Adriano, os policiais encontraram uma pistola calibre 40.

AE

Policiais da Core ocupam as ruas das Favela de Acari

Terminada a incursão pela Favela de Acari, os agentes da Core seguiram para a Favela Furquim Mendes, no bairro Jardim América, onde fizeram outra operação. Na comunidade, os policiais encontraram um cemitério de carcaças de carros e quatro veículos, que seriam roubados.

Nessa ação, ninguém foi preso. A incursão pela favela contou com o apoio de dois veículos blindados. Os automóveis ajudaram a retirar as pedras e os pedaços de concreto colocados nos acessos à comunidade para dificultar a entrada da polícia.

Leia mais sobre: violência no Rio


    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG