Operação em favela deixa 2 mortos no Rio; ônibus são incendiados

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Uma intensa troca de tiros entre policiais e supostos traficantes resultou na morte de ao menos duas pessoas no morro da Mangueira, zona norte do Rio de Janeiro, nesta quarta-feira, informou a polícia. Quatro ônibus que passavam pela região foram esvaziados e incendiados em represália à operação, segundo os policiais.

Reuters |

Cerca de 70 policiais foram à favela para procurar armas e drogas e foram recebidos com disparos. De acordo com a polícia, os dois mortos seriam ligados ao tráfico de drogas. Os policiais disseram ter encontrado um arsenal de armas no interior da comunidade.

"Nosso objetivo era retirar essa armas de circulação," disse a jornalistas o delegado Marcos Vinícius Braga.

Outras três pessoas ficaram feriadas, incluindo um policial e um gari, que foram socorridos e levados para o hospital. O outro ferido, de acordo com a polícia, seria um dos líderes do tráfico de drogas na Mangueira.

Durante a operação, escolas e o comércio da região fecharam as portas.

No início do mês, a polícia realizou outra grande operação na comunidade, resultando na morte de um suspeito.

"Vamos continuar nossas operações. Não vamos recuar," disse a jornalistas o secretário de Segurança Pública do Rio, José Mariano Beltrame.

(Por Rodrigo Viga Gaier)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG