Ao menos cinco pessoas ficaram feridas na região das ruas Santa Clara e Toneleiros." / Ao menos cinco pessoas ficaram feridas na região das ruas Santa Clara e Toneleiros." /

Operação da PM na Ladeira dos Tabajaras termina com um morto e 12 presos

RIO DE JANEIRO ¿ Doze pessoas foram presas e uma morreu na operação que a Polícia Militar realizou nesta segunda-feira na Ladeira dos Tabajaras, em Copacabana, zona sul do Rio de Janeiro. De acordo com a PM, a ação teve como objetivo prender os traficantes da favela da Rocinha que teriam invadido a Ladeira dos Tabajaras na noite do último sábado para tentar tomar o controle dos pontos de vendas de drogas na comunidade. Um tiroteio aconteceu nesta noite envolvendo a polícia e traficantes da invasão. http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2009/03/23/tiroteio+em+copacabana+deixa+cinco+feridos+4998949.html target=_topAo menos cinco pessoas ficaram feridas na região das ruas Santa Clara e Toneleiros.

Redação |

Durante a operação da PM, dois suspeitos foram baleados e encaminhados para o Hospital Municipal Miguel Couto, no Leblon. Segundo a unidade, eles passaram por cirurgias e ainda não há informações sobre os estados de saúde.

Outros cinco presos foram detidos depois de invadirem um prédio em obras, na rua Macedo Sobrinho, no Humaitá. Na ação, os suspeitos fizeram cinco pessoas reféns. Eles decidiram se entregar e liberar as vítimas após negociação com a PM. Mesmo assim, houve troca de tiros e um suspeito acabou sendo baleado e morreu no local.

No total, os policiais militares apreenderam ainda sete pistolas, três espingardas, uma carabina, um fuzil, nove granadas e um arremessador de granadas. O material foi levado para a 10ª DP (Botafogo), onde o caso foi registrado.

Por causa da ação policial, 124 crianças ficaram sem aulas nesta segunda-feira na creche Tia Sonia Crispiniano, na Ladeira dos Tabajaras. De acordo com a Secretaria Municipal de Educação, a instituição foi fechada por causa da troca de tiros. Escolas de fora da favela, em bairros como a Fonte da Saudade e Botafogo, também liberaram os alunos, com medo de que fossem atingidos por balas perdidas.

Participaram da operação soldados dos batalhões de Botafogo, Leblon, Copacabana, Méier, Tijuca, Olaria e Maré. Os policiais militares continuam na Ladeira dos Tabajaras para evitar novos confrontos.

*com informações da Agência Estado

Leia mais sobre: violência no Rio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG