Operação da PF mira desvio de verba de merenda em Alagoas

Segundo as investigações, o desvio de dinheiro público teria ultrapassado R$ 8 milhões

AE |

selo

A Polícia Federal deflagrou hoje a Operação Mascotch, contra o desvio da verba destinada à merenda dos alunos da rede pública de Maceió e de mais 12 cidades de Alagoas. Segundo as investigações, o desvio de dinheiro público teria ultrapassado R$ 8 milhões. Os recursos teriam sido usados para compra de artigos como uísque, vinho e ração para cachorro.

Pelo menos cinco pessoas - acusadas de participação no esquema - estão presas na sede da PF em Maceió. Outras onze estão sendo procuradas. As prisões, buscas e apreensões estão sendo executadas por uma força-tarefa composta pela PF, Controladoria Geral da União e Procuradoria da República em Alagoas. Os nomes dos acusados com mandados de prisões expedidos não foram divulgados pela PF. Entre eles há autoridades municipais e suas mulheres.

De acordo com a superintendência da PF de Alagoas, estão sendo cumpridos 16 mandados de prisão temporária e 28 mandados de busca e apreensão em Maceió e em mais doze municípios alagoanos: Arapiraca, Limoeiro de Anadia, Jacaré dos Homens, Quebrangulo, Feira Grande, Traipu, Lagoa da Canoa, Girau do Ponciano, Poço das Trincheiras, Senador Rui Palmeira, Belo Monte e Estrela de Alagoas.

    Leia tudo sobre: merendaalagoasdesvio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG