Ao menos 14 pessoas foram detidas hoje durante a Operação Transparência, deflagrada pela Polícia Federal (PF) da Paraíba para desarticular uma organização especializada em fraudar licitações no ramo da construção civil. Segundo a corporação, a quadrilha tinha como foco obter recursos provenientes de convênios federais firmados com o Ministério da Saúde, por meio da Fundação Nacional de Saúde (Funasa).

As verbas eram oriundas do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

Cerca de 150 policiais federais cumprem 20 mandados de prisão temporária e 36 de busca e apreensão, expedidos pela 1ª Vara de Justiça Federal. Participam também da operação 26 auditores da Receita Federal e 11 servidores da Controladoria Geral da União (CGU).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.