Operação contra máfia das vans prende 31 pessoas no Rio de Janeiro

RIO DE JANEIRO ¿ Pelo menos 31 pessoas foram presas na manhã desta quarta-feira, suspeitas de integrarem uma suposta máfia das vans, que realiza transporte irregular na Região Metropolitana do Rio de Janeiro. Entre os presos estão sete policiais militares e um civil.

Redação |

Acordo Ortográfico

Cerca de 200 policiais de 15 delegacias especializadas, coordenadas pela Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (Draco), deflagraram a operação "Coopercrime". O objetivo é cumprir 45 mandados de prisão e 70 de busca e apreensão em São Gonçalo, onde a atuação da máfia se concentra, e em cidades vizinhas, como Maricá e Macaé.

Segundo a Draco, os presos são acusados de vários homicídios contra pessoas que tentaram atrapalhar a atividade do transporte irregular. O número de assassinatos cometidos pela quadrilha pode chegar a 50.

O vereador Edson Mota (sem-partido), da Cooperativa de Transporte Santa Isabel (Copasa), acusado pela polícia de ser o chefe do esquema, já estava preso antes da operação.

A ação segue pela tarde desta quarta-feira, e, de acordo com a Draco, deve prender mais dois policiais envolvidos com a máfia das vans.

Leia mais sobre: transporte irregular

    Leia tudo sobre: crimemáfiatransporte irregularvansvans piratas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG