Operação contra dengue encontra 1,8 mil focos de Aedes aegypti em terrenos baldios do Rio

A Secretaria de Estado de Governo, do Rio de Janeiro, realizou hoje (8) a operação Guerreiros contra a Dengue, uma iniciativa para reduzir a infestação do mosquito Aedes aegypti no estado. No último verão, o Rio viveu uma das maiores epidemias de sua história, com dezenas de mortes, principalmente de crianças.

Agência Brasil |

A ação mobilizou 11 mil voluntários e foi realizada, simultaneamente, em 57 comunidades da região metropolitana da cidade do Rio.

Segundo balanço divulgado pela Coordenadoria de Comunicação Social do governo estadual, foram colocadas 28.665 telas em caixas d'água, recolhidas 3.066mil garrafas plásticas e também 2.166 pneus, nas 23.366 casas visitadas.

A operação detectou 1.857 focos do mosquito da dengue em 102 terrenos baldios. A Guerreiros contra a Dengue é uma ação em parceria com a Secretaria de Estado de Saúde e a Defesa Civil e é uma das primeiras iniciativas no sentido de se tentar evitar a repetição da epidemia do verão passado.

Os pneus e as garrafas foram levados para o depósito coberto da Defesa Civil, em São Cristóvão, no Grande Rio, e depois serão recolhidos pela Associação Brasileira das Indústrias. Durante a ação, equipes do Corpo de Bombeiros e agentes municipais de endemias aplicaram larvicidas nos pontos passíveis da existência de focos do mosquito transmissor da doença.

Também com o objetivo de combater o mosquito da dengue, no próximo dia 21, a Secretaria de Estado do Ambiente deflagrará uma grande campanha com o objetivo de reduzir drasticamente a quantidade de lixo despejado pela população nos rios e nas ruas. Nesse dia, será realizado um grande mutirão na ecobarreira do Rio Meriti, em Caxias, na Baixada Fluminense, para a coleta de lixo flutuante e limpeza das margens do curso d'água.

    Leia tudo sobre: dengue

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG