SÃO PAULO - Em operação coordenada pela Secretaria das Subprefeituras em conjunto com a Secretaria Municipal de Habitação, Secretaria da Fazenda, e Polícias Militar, Civil e Fazendária na manhã desta sexta-feira (1º) para fiscalizar ferros-velhos, foram interditados 12 estabelecimentos por falta de alvará e segurança. Até o final da blitz, mais de 20 outros locais em cinco subprefeituras da cidade serão vistoriados.

A ação  teve início às 9h30 e, até o momento, fechou doze ferros-velhos por falta de licença de funcionamento na região da Subprefeitura Freguesia do Ó, sete na região da Subprefeitura Ipiranga e um na região da Subprefeitura de Vila Prudente, por falta de documentação e segurança.

Em um dos lugares vistoriados, na região do Ipiranga, foi encontrado um fundo falso, que dava acesso para um galpão da rua de trás. O lugar continha mercadorias sem nota fiscal e foi fechado por falta de licença e segurança. "Combater os ferros-velhos da Capital faz parte do programa para combater as ilegalidades da cidade, como no combate a ambulantes, a venda de produtos roubados e ao crime organizado", afirma o secretário das Subprefeituras Andrea Matarazzo.

A fiscalização está sendo feita de maneira simultânea na região das subprefeituras Cidade Tiradentes, Freguesia do Ó, Ipiranga,  São Mateus e Vila Prudente. O objetivo é checar documentação, condições de segurança e procedência dos produtos expostos para venda.

A operação conta com um efetivo de 350 homens e 134 viaturas.

Leia mais sobre: ferro-velho

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.