RIO GRANDE DO SUL - A Operação Clone da Polícia Civil prendeu na tarde desta quinta-feira (24) uma quadrilha que clonava cheques, carteiras de identidade, comprovante de renda e de endereços e, também, veículos. O grupo foi responsável por golpes que causaram prejuízos de aproximadamente um milhão de reais a estabelecimentos comerciais de pelo menos dez municípios. Até o momento, oito pessoas foram presas, entre elas, um policial civil.

As prisões ocorreram a partir do cumprimento de 35 mandados de busca e apreensão e sete mandados de prisão nas cidades de Canoas, Sapucaia do Sul, São Leopoldo e Esteio.

Segundo o delegado Vlamir Urach, investigação sobre golpe aplicado na Câmara de Vereadores de Santa Maria levou a descoberta do grupo. Na oportunidade, em novembro de 2007, um funcionário da Câmara daquele município trocou com a quadrilha um cheque de R$ 800 reais. A partir disso, os bandidos clonaram o documento fazendo três cheques. O grupo conseguiu descontar dois deles, num total de R$ 110 mil dos cofres da Câmara.

Com eles, a polícia apreendeu dez veículos roubados, cerca de 20 mil reais e ainda documentos falsificados, dois revólveres calibre 38 com numerações raspadas, eletroeletrônicos como televisores, DVDs, impressoras, microondas, pneus, aparelhos de som, entre outros objetos, oriundos de estelionatos.

Os acusados vão ser indiciados por formação de quadrilha, estelionato, falsificação de documento público, receptação, adulteração de sinal de veículo, porte ilegal de arma e corrupção ativa e passiva. Todos serão encaminhados para o Presídio Municipal de Santa Maria, exceto, o policial civil, que será encaminhado para o Grupamento de Operações Especiais (GOE) da Polícia Civil.

A Operação Clone foi deflagrada pelo delegado Vladimir Urach, titular da 1ª DP de Santa Maria, com o apoio das demais DPs do município, da Polícia Civil de Santana do Livramento, e ainda com a participação de policiais do Departamento de Polícia Metropolitana (DPM) e do Departamento de Polícia do Interior (DPI). No total, foram mobilizados cinco delegados e 60 agentes.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.