Uma operação das polícias Federal, Civil e Força Nacional, denominada Operação Ressugere (ressurreição, em Latim), deflagrada no início da desta manhã, prendeu os deputados estaduais Antônio Albuquerque (sem partido) e Cícero Ferro (PMN). O deputado estadual João Beltrão (PMN) também deveria ter sido preso, mas não foi localizado pela polícia e é considerado foragido.

Os três parlamentares estão afastados do mandato por decisão judicial, acusados de envolvimento no desvio de mais de R$ 280 milhões do legislativo alagoano, mas desta vez eles tiveram prisão temporária decretada acusados de crimes de pistolagem e formação de quadrilha. Eles são acusados de participação em pelos menos dois crimes de mando.

As prisões foram decretadas pelos juízes da 17ª Vara Especial Criminal, que atuam no combate ao crime organizado. Ao todo, foram expedidos 10 mandados de prisão e 10 de busca e apreensão. Segundo o superintendente em exercício da PF em Alagoas, delegado José Roberto Sagrado da Hora, dos mandados de prisão expedidos, seis foram cumpridos. "Dos quatro que ainda faltam cumprir um é contra o deputado João Beltrão, os outros três não podemos revelar os nomes para não prejudicar as diligências", explicou o delegado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.