Onze pessoas da mesma família morreram no deslizamento de terra no Morro da Carioca, em Angra dos Reis. Os corpos, que estavam sendo velados até o momento na Escola Estadual Artur Vargas, foram levados para o Cemitério do Belém, a cerca de 7 quilômetros do local do velório. O enterro acontece neste momento.

Ana Cláudia Narciso, parente das vítimas, contou ao iG, por telefone, que sua mãe, irmãos, cunhados e sobrinhos morreram no desastre. Eduarda Narciso, de 64 anos, era a matriarca da família. A cunhada Maria de Fátima Carvalho, de 38 anos, estava entre as vítimas, juntamente com seus filhos. Muito abalada e preocupada com o destino dos corpos, que estavam sendo transportados para o local do enterro, ela se despediu da reportagem.

Tenho que ir, estão levando eles daqui, disse.

O IML divulgou onze nomes de mortos no Morro da Carioca: Estefane Carvalho Pereira Narciso, Rayane Carvalho Narciso, Poliana Carvalho Narciso, Kayane Carvalho Narciso, Maria de Fátima Carvalho , Rafael Emídio de Carvalho, Aparecida Emídio Carvalho, Isabela Emídio Carvalho, Lucimar Emídio Carvalho Ricarte dos Santos Reis e Davi Lucas Emídio de Carvalho.

As famílias do Morro da Carioca afetadas pelo deslizamento são de origem simples e estão precisando de ajuda. A Defesa Civil já interditou mais de 170 casas. O Corpo de Bombeiros informou que acredita ter mais vítimas soterradas, segundo apurou o iG. Continua o trabalho de resgate e interdições.

Leia mais sobre: chuvas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.