ONGs aguardam repasse da Prefeitura para quitar contas

Responsáveis pelo atendimento na cidade de São Paulo a crianças, adolescentes, moradores de rua, deficientes, idosos, vítimas de violência e abuso sexual, as cerca de 700 entidades terceirizadas pela Prefeitura voltam a viver um drama que costuma se repetir no começo de cada ano. As organizações sociais ainda não receberam o repasse de R$ 27 milhões mensais que permitem a elas cobrir os custos e salários referentes a dezembro.

Agência Estado |

Durante o ano, o repasse costuma ocorrer até o dia 5 de cada mês. Em janeiro, o dinheiro só sai depois da abertura do orçamento, que ocorre em torno do dia 15. Segundo a Secretaria Municipal de Finanças, esse procedimento é rotineiro e de conhecimento dos parceiros. A secretaria informa que os pagamentos serão feitos nos próximos dias. As entidades, contudo, reclamam que o atraso nunca foi tão grande. Cerca de 65% delas, na estimativa do coordenador do Fórum de Assistência Social, William Lisboa, não têm outra receita além da verba repassada pelo Município. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG