Publicidade
Publicidade - Super banner
Brasil
enhanced by Google
 

ONG da mulher de Paulinho recebeu R$ 1 mi do BNDES

SÃO PAULO - A ONG Meu Guri Centro de Atendimento Biopsicossocial, presidida por Elza de Fátima Costa Pereira, mulher do deputado Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), o Paulinho da Força, recebeu do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) R$ 1,199 milhão.

Agência Estado |

 

A operação foi aprovada em dezembro de 2000 e contratada em 27 de setembro de 2001, mas os repasses ocorreram em 2002 e 2003, período em que integrava o conselho de administração do BNDES o lobista João Pedro de Moura, amigo e ex-assessor de Paulinho. Moura é acusado pela Procuradoria da República de chefiar suposta quadrilha grampeada pela Polícia Federal na Operação Santa Tereza.

De acordo com o BNDES, trata-se de um financiamento proveniente do Fundo Social da instituição, para realizar obras nas instalações da ONG, adquirir móveis, veículos, utensílios e capacitar empregados. Segundo o banco, o negócio é muito antigo e no momento não há nenhuma operação ativa com a Meu Guri. O último repasse, de R$ 36,6 mil, ocorreu em 25 de abril de 2003. O valor total já foi completamente desembolsado.

O BNDES diz ainda que está fazendo auditoria interna. Mas ontem, porém, não soube informar quantas ONGs receberam dinheiro do Fundo Social no período em que a Meu Guri foi beneficiada.

Elza foi procurada durante todo o dia de ontem, mas não retornou o contato. Foi tentado também agendar uma visita à entidade, que possui uma sede no Tucuruvi, zona norte de São Paulo, e outra em Mairiporã, na Serra da Cantareira. Ela avisou que isso só seria possível com sua permissão e acompanhamento. A visita não foi autorizada. Por fim, acabou emitindo uma nota na qual afirma que a entidade está isenta de irregularidades e explica a doação de R$ 37,5 mil feita por João Pedro de Moura.

Doação

A presidente da ONG Meu Guri, Elza de Fátima Costa Pereira, emitiu nota ontem em que nega irregularidades e explica a doação feita por João Pedro de Moura. Há alguns anos, o sr. João Pedro de Moura doou um imóvel, em São Paulo, para a instituição. Este imóvel acumulou pendências relativas a impostos e taxas de condomínio. Diante do problema, a direção do Meu Guri procurou o sr. João Pedro de Moura, que retomou o imóvel e reverteu a doação em dinheiro, no valor de R$ 37.510,00, para pagamento das referidas dívidas. E sustenta: Tudo está documentado e não há absolutamente nada de irregular. As informações são do jornal "O Estado de S. Paulo".

Leia também: 

  • Corregedor acelera processo contra Paulinho
  • Paulinho deve ser levado para Conselho de Ética, diz corregedor
  • Paulinho iria desqualificar operação, diz procuradoria
  • PDT decide apoiar Paulinho até que haja provas contra deputado
  • Paulinho abre sigilos e diz "não tenho nada a ver" com corrupção

     

    Leia mais sobre: Operação Santa Tereza

  • Leia tudo sobre: paulinho da força

    Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG