Onde nasceu Santa Terezinha Por Mônica Nóbrega Alençon, 24 (AE) - Da trajetória da menina Thérèse Martin até tornar-se a religiosa Santa Terezinha, a parte mais famosa teve Lisieux como cenário. Bem menos comentados e divulgados são os fatos dos quatro primeiros anos de sua vida, passados em Alençon, cidade de 30 mil habitantes a 172 quilômetros de Paris, na Normandia, onde ela nasceu.

Foi no sobradinho de fachada cor-de-rosa da Rua Saint Blaise que começou a história da futura santa. Ali foram morar seus pais, Luís e Zélia, logo depois do casamento. Na casa nasceram os nove filhos do casal, dos quais apenas cinco meninas sobreviveram - todas abraçaram a vida religiosa com o tempo. Lá também morreu a mãe de Thérèse, perda que motivou a mudança da família para Lisieux.

A beatificação do casal Martin, em 2008, deu novo impulso a essa parte da história. Junto com as homenagens prestadas em Lisieux, a comunidade religiosa voltou a olhar com atenção para o sobrado de Alençon.

Assim, a Maison Martin foi reformada, ganhou uma capela anexa, uma área administrativa com museu e loja e está aberta ao público desde abril. A renovação preservou a divisão dos cômodos e, tanto quanto possível, os objetos pessoais de seus moradores ilustres. A mesa de jantar, por exemplo, é original. Outros móveis foram colocados no lugar dos que não puderam ser recuperados ou já estavam perdidos, para recriar o cenário onde viveu a família entre os anos de 1871 e 1877. Há até exemplares de jornais da época nos escritórios.

Nos primeiros seis meses de funcionamento, apenas 35 turistas do Brasil foram até Alençon ver a casa-museu, segundo a freira Jane Mara, brasileira que vive na cidade há pouco mais de um ano e está entre as responsáveis pelo lugar. Mas o livro de visitantes registra assinaturas de pelo menos 15 mil turistas, de 60 países.

Entre várias outras funções, a freira guia os grupos pelos cômodos. Mostra sala de estar, quartos e o escritório de trabalho da rendeira Zélia. A mãe de Santa Terezinha era uma bem-sucedida empresária e desempenhava a atividade-símbolo de Alençon.

Maison Martin: www.

famillemartin-therese-alencon.com. A entrada não tem preço fixo; cada visitante paga
quanto quiser

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.