Onda de violência dá trégua em feriado no litoral de SP

A onda de violência que assustou a população do distrito de Vicente de Carvalho, na Baixada Santista, desde a madrugada de segunda-feira não chegou até a orla. Hoje, milhares de pessoas aproveitaram o dia de sol e calor nas praias do Guarujá, neste Feriado de Tiradentes.

Agência Estado |

Para vários turistas, Vicente de Carvalho e orla são duas "Guarujás" diferentes. Para conter a tensão da população, o policiamento da cidade foi reforçado em 40%.

"Aqui na orla está tudo normal, o Guarujá está abaixo da média de homicídios do Estado: a média de São Paulo é de 11 para cada 100 mil e aqui foram 9 homicídios. O problema é em alguns bairros da periferia de Vicente de Carvalho, afastados do setor turístico do Guarujá", disse o presidente do Guarujá Convention & Visitors Bureau, Ricardo Roman Júnior, em referência aos seis assassinatos e duas tentativas de homicídio ocorridos em Vicente de Carvalho entre a noite de domingo e a manhã de terça-feira.

De acordo com o Comandante Interino do 21º. Batalhão da Polícia Militar do Guarujá, José Messina Filho, o policiamento deve permanecer reforçado até pelo menos sexta-feira com o objetivo de resgatar a sensação de segurança da população.

"Quando a gente sentir que está voltando à normalidade, começamos a diminuir a intensidade", disse ele, afirmando que Guarujá recebeu policiais de Santos, Cubatão e de um pelotão da Rota, de São Paulo. "A nossa situação não é uma situação tão anormal, o que aconteceu foram fatos graves e depois um monte de boatos que não repercutiram em nenhuma ação de ataque ou de escola ameaçada".

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG