Oficial de Justiça morre ao entregar mandado em São Paulo

SÃO PAULO - A oficial de Justiça Sandra Regina Ferreira Stamioto, de 48 anos, foi executada com nove tiros, nesta quinta-feira, no Parque Santo Antônio, periferia da zona sul de São Paulo. Ela tentava entregar mandado de busca e apreensão da moto do pedreiro Reinaldo do Carmo Guerreiro, de 31 anos.

Agência Estado |

Ao ser preso, o acusado disse que matou porque a vítima foi grossa com ele. E não se arrependia de ter cometido o crime. O pedreiro foi levado ao 92º DP (Parque Santo Antonio), onde foi autuado por homicídio qualificado (motivo fútil).

Segundo a polícia, ele já esteve preso duas vezes por roubos e uma por extorsão. O criminoso se aproximou do carro da vítima e descarregou o revólver calibre 38, com capacidade para cinco tiros. Depois, ele recarregou a arma com mais quatro projéteis e descarregou novamente, disse o delegado titular, Carlos Alberto Delaye Carvalho. Segundo o delegado, parentes afirmaram que Guerreiro tem problemas mentais e é viciado em drogas.

Parentes do pedreiro disseram que ele financiou uma moto Honda CG 125, mas parou de pagar as prestações. A financeira entrou na Justiça e ganhou a causa. A vítima foi até a casa da mãe de Guerreiro para recuperar a moto. Policiais militares chegaram a levar Sandra ao Pronto-Socorro do Campo Limpo. Guerreiro disse ter jogado o revólver no banco traseiro do carro da vítima. A arma desapareceu na confusão. As informações são do jornal "O Estado de S. Paulo".

Leia mais sobre: violência

    Leia tudo sobre: violência

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG