OEA cobra providências sobre menores internos no ES

As condições de internação de 290 adolescentes infratores e a denúncia de casos de tortura e assassinato da Unidade de Internação Socioeducativa (Unis) de Cariacica, no Espírito Santo, levaram a Comissão Interamericana de Direitos Humanos da Organização dos Estados Americanos (OEA) a cobrar providências do governo brasileiro para garantir a vida e a integridade física dos jovens. Segundo denúncia da Organização Não-Governamental (ONG) Justiça Global, o local tem vagas para 110 menores, mas abriga atualmente cerca de 290.

Agência Estado |

Três homicídios ocorreram no local entre abril e julho. No último dia 17, cerca de 30 adolescentes de uma ala da unidade se rebelaram contra as condições do local.

O governo tem 20 dias para se pronunciar. Em nota, o governo do Espírito Santo informou que o Instituto de Atendimento Socioeducativo do Espírito Santo (IASES), autarquia da Secretaria de Estado da Justiça, não recebeu até o momento nenhum tipo de comunicação a respeito do documento.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG