Octávio diz que está pronto para renunciar mas aguardará STF

BRASÍLIA (Reuters) - O governador em exercício do Distrito Federal, Paulo Octávio (DEM), afirmou nesta quinta-feira que já tem pronta a sua carta de renúncia mas que aguardará o julgamento do STF do pedido de intervenção federal no DF para tomar sua decisão. Octávio repetiu o que já havia dito ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva: quer ser um facilitador do processo de superação dos problemas do DF.

Reuters |

"Apesar de ter a minha carta-renúncia pronta e já entregue à líder do meu partido na Câmara Legislativa, deputada Eliana Pedrosa, eu aguardo mais alguns dias como recomendou o presidente Lula para que possamos ter o quadro das decisões que a Justiça deverá apresentar na próxima semana. Aí sim tomaremos as decisões que forem necessárias", afirmou Octávio em pronunciamento a jornalistas.

"Continuarei a envidar todos os meus esforços para que Brasília não sofra intervenção federal, o que significaria uma derrota para todo o povo brasiliense e fatalmente resultaria na perda de sua autonomia política", acrescentou.

Octávio tem dificuldades para compor um governo de coalizão e enfrentará um processo de expulsão de seu partido.

Ele assumiu o governo na semana passada, em meio a um escândalo de suposto pagamento de propinas que levou o governador José Roberto Arruda a se licenciar do cargo quando teve sua prisão preventiva decretada. O nome do governador em exercício também é citado no escândalo.

(Reportagem de Maria Carolina Marcello)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG