PIETRASANTA (ITÁLIA), 28 JUL (ANSA) - O pintor e escultor colombiano Fernando Botero agradeceu a polícia italiana, esta manhã em Pietrasanta, na Itália, pela operação que recuperou seis das sete estátuas que haviam sido roubadas de seu atelier na cidade, na noite de 19 de outubro de 2007.

Alguns dias após o furto, em uma entrevista a uma rádio colombiana, o artista de 76 anos disse que, caso acontecessem novos episódios do gênero, ele se mudaria "para qualquer outro lugar" onde existisse "maior proteção".

"Foi demonstrado que Pietrasanta é uma cidade segura e isso é muito bonito", disse esta manhã Botero, "depois do furto, houve o interesse do chefe da polícia. Desde o primeiro momento todos se esforçaram para que fosse atingido este objetivo. Obrigado novamente".

As obras foram reencontradas em Treviso, Viareggio e Trento. "O trabalho da polícia foi extraordinário. Eu tinha perdido qualquer esperança, porque nestes casos nem sempre se consegue recuperar as obras roubadas. Mas, pelo contrário, foi mostrado o profissionalismo da polícia", concluiu. (ANSA)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.