Obras e compras estão suspensas no Senado, anuncia Sarney

BRASÍLIA - O presidente do Senado Federal, José Sarney (PMDB-AP), anunciou nesta quinta-feira que obras e compras estão suspensas no parlamento até que ¿sejam feitas as análises das prioridades¿ dos gastos. O anúncio foi feito durante a primeira reunião da nova Mesa Diretora da Casa, eleita na semana passada.

Carol Pires, Último Segundo/Santafé Idéias |

Assim que assumiu a presidência do Senado, Sarney anunciou corte de 10% nos R$ 2,7 bilhões previstos para o orçamento da Casa neste ano. A economia é uma resposta à crise financeira internacional.

Acredito que a crise é profunda. Ainda não sabemos o que pode acontecer, observou o senador. Estamos nos procedimentos de cortes. Faremos chegar até o final do ano com essa promessa cumprida, afirmou Sarney.

Nesta terça-feira, o Senado criou uma comissão especial para analisar a crise internacional e suas consequências na economia nacional, nas palavras de Sarney. Compõem o colegiado os senadores Pedro Simon (PMDB-RS), Francisco Dornelles (PP-RJ), Marco Maciel (DEM-PE), Tasso Jereissati (PSDB-CE) e Aloízio Mercadante (PT-SP).

De acordo com o presidente, é preciso que os três Poderes atuem para combater o efeitos da crise no mercado brasileiro. O mundo atravessa um período de descentralização, os nacionalismos voltam a surgir. Acredito que não estamos passando apenas por uma crise, estamos passando por uma transformação. Assim como o comunismo desapareceu, vítima de suas contradições, o capitalismo também está sendo vítima de suas contradições, avaliou.

Leia também:

Leia mais sobre: José Sarney  - Senado

    Leia tudo sobre: senado

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG