Obras do São Francisco são pagamento de dívida histórica com nordestinos, diz Lula

BARRA, Bahia - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou, nesta quarta-feira, em Barra (BA), que as obras de transposição e revitalização do Rio São Francisco representam o pagamento de uma dívida histórica do país com o povo nordestino que convive há séculos com o problema da seca.

Redação com Agência Brasil |


Lula disse que os benefícios das obras estão sendo sentidos desde o momento em que elas começaram, com a geração de emprego e a movimentação da economia local.

Divulgação
Lula, Ciro Gomes, Dilma Rousseff e Aécio Neves durante visita às obras do São Francisco
O presidente assinalou ainda em nenhuma das campanhas eleitorais das quais participou havia prometido realizar as obras, mas se sentia, como nordestino, moralmente obrigado a fazê-la. Sei o que é andar com um balde na cabeça, por dez quilômetros, atrás de água.

Ele iniciou nesta quarta-feira uma visita a vários pontos onde estão sendo realizadas obras de revitalização e transposição do Rio Francisco, nos estados de Minas Gerais, Bahia e Pernambuco.

Governantes "duas caras"

Ao iníciar a viagem por quatro Estados para vistoriar as obras de revitalização e integração do Rio São Francisco, Lula garantiu que o projeto não será deixado pela metade, criticando governantes anteriores .

"Essa obra foi pensada em 1847. Quase 200 anos depois, não conseguiu andar, porque tivemos muitos governantes de duas caras, que prometiam fazer a obra em um Estado e não faziam, disse durante discurso em Buritizeiro, município de Minas Gerais.

Leia mais sobre transposição do Rio São Francisco

    Leia tudo sobre: lulasão francisco

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG