Obra de Francis Bacon jamais vista em público será colocada à venda

Uma obra de Francis Bacon jamais vista em público e um nu de Lucian Freud serão colocados à venda. A notícia do novo leilão foi divulgada no momento em que foi revelado que o misterioso comprador que pagou há alguns dias preços recordes por outras obras destes dois artistas britânicos é o magnata russo Roman Abramovich, proprietário da equipe de futebol Chelsea.

AFP |

"Três Estudos para um auto-retrato", pintado por Francis Bacon (1909-1992) em Paris, em 1975, e "Naked Portrait with Reflection" (Retrato Nu com Reflexão), de Lucien Freud, irão a leilão no final de junho na casa Christie's de Londres, que as apresentou nesta segunda-feira à imprensa.

"O crescente interesse do mercado internacional por obras excepcionais de Bacon e Freud os colocou como dois dos mais influentes e valiosos artistas da segunda metade do século XX", ressaltou à AFP Pilar Ordovas, diretora do Departamento de Arte do Pós-guerra e Contemporânea da Christie's.

"Bacon e Freud interessam aos colecionadores norte-americanos, europeus, russos e asiáticos", ressaltou a especialista, confirmando que a desaceleração econômica nos Estados Unidos e os temores dos mercados não afetaram o mercado internacional de arte, que está "muito forte".

Ordovas afirmou que a obra de Bacon, que será arrematada no dia 30 de junho em Londres, durante o leilão de arte do pós-guerra e contemporânea, "nunca foi vista em público desde que foi comprada em Paris por um colecionador francês, que nunca se separou dele".

O quadro, que não tem grandes dimensões vendido pela Sotheby's na semana passada em Nova York, por um preço recorde, está estimado em um valor superior às 10 milhões de libras (20 milhões de dólares), indicou a Christie's.

O nu de Freud - nascido em 1922 e neto do fundador da psicanálise, Sigmund Freud, que será arrematado na mesma venda, "é uma das obras mais importantes deste artista já colocadas em leilão", destacou Ordovas.

A obra está estimada entre 10 e 15 milhões de libras (20 a 30 milhões de dólares).

    Leia tudo sobre: leilões

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG