s - Brasil - iG" /

Obra de Copérnico pode bater US$ 1 milhão na Christie s

NOVA YORK ¿ Uma edição da obra De Revolutionibus, do astrônomo polonês Nicolau Copérnico, poderá superar US$ 1 milhão em um leilão de livros e documentos científicos que vai ser realizado na próxima semana na sede nova-iorquina de Christies.

EFE |

Essa cópia é a mais cara entre os mais de 300 lotes que serão colocados à venda em 17 de junho e sai com um preço estimado entre US$ 900 mil e US$ 1,2 milhão.

A venda inclui obras de Galileu Galilei, Albert Einstein, Charles Darwin, Karl Marx e Isaac Newton, entre outros cientistas e pensadores que revolucionaram o mundo das idéias, da matemática e da ciência em séculos passados.

Os documentos fazem parte da vasta coleção compilada desde o início dos anos 1970 pelo médico e astrônomo amador Richard Green. Os especialistas da Christie's calculam que as vendas totais da próxima terça-feira poderiam superar os US$ 6 milhões.

A cópia de "De revolutionibus orbium coelestium, libri VI" data de 1543 e inclui diagramas, tábuas de cálculo e elementos ornamentais, e é a mais bem conservada encontrada em mãos privadas, segundo a casa de leilões. Green adquiriu em 1975 esta primeira edição da obra, que foi considerada como a publicação científica mais importante do século 16.

Copérnico (1473-1543) descreve no trabalho, pela primeira vez, que a Terra gira em torno do Sol, o que representa uma mudança radical em relação à doutrina que imperava na época, a do geocêntrico, que afirmava exatamente o contrário.

Outro dos grandes destaques do leilão é um atlas de Andreas Cellarius que data de 1660 e, calcula-se, poderia obter entre US$ 80 mil e US$ 120 mil.

A oferta também conta com uma coleção de 130 documentos pertencentes a Einstein, como anotações escritas à mão e correções, que incluem textos relacionados com suas teorias científicas. Os especialistas da Christie's calculam que esse lote pode achar um comprador disposto a pagar entre US$ 150 mil e US$ 250 mil.

A venda da próxima semana incorpora ainda a 1ª edição conhecida da primeira lista telefônica do mundo, confeccionada apenas dois anos depois da invenção do telefone por Alexander Graham Bell.

É um livro de 20 páginas, editado em novembro de 1878, que contém uma relação de 391 clientes na área de New Haven (Connecticut), os primeiros a usar revolucionário sistema de comunicação.

O arquivo relaciona os nomes e endereços daqueles pioneiros - não havia números telefônicos -, assim como alguns conselhos e normas para utilizar esse serviço através da operadora.

Essa histórica lista tem um preço estimado de entre US$ 30 mil e US$ 40 mil, e cálculos similares foram realizados para uma primeira edição da obra "O Capital", de Karl Marx.

Leia mais sobre: leilões

    Leia tudo sobre: leilões

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG