Oasis afirma que cancelamento de shows na China foi provocado pelo Tibete

O grupo de rock britânico Oasis anunciou nesta terça-feira que o cancelamento de duas apresentações da banda em abril nas cidades de Pequim e Xangai foi uma consequência da atuação a favor do Tibete.

AFP |

"Autoridades do ministério chinês da Cultura descobriram há pouco tempo que Noel Gallagher participou em um concerto em benefício do Free Tibet... e consideraram que o grupo não poderia se apresentar para seus fãs na China", revela o Oasis em um comunicado divulgado no site da banda.

O grupo explica que soube no sábado que as autoridades haviam interrompido a venda de ingressos. Os fãs que chegaram a comprar os bilhetes foram reembolsados.

As autorizações para os shows também foram revogadas, segundo o Oasis, que se apresentaria em 3 de abril em Pequim e dois dias depois em Xangai.

Os organizadores das apresentações desmentiram a versão do grupo e alegaram a crise econômica para explicar os cancelamentos.

Tudo aconteceu com a aproximação, em 10 de março, do 50º aniversário da revolta tibetana contra a China, que provocou o exílio do Dalai Lama para a Índia.

dd-frb/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG