OAB prepara impeachment de governador do DF

A Ordem dos Advogados do Brasil, no Distrito Federal, está preparando um relatório com o pedido de impeachment do governador José Roberto Arruda. Na próxima segunda-feira, a OAB-DF irá designar um relator para o julgamento. A presidente da entidade, Estefânia Viveiros, disse, no entanto, que após a avaliação do relator, o pedido passará pelo Conselho Pleno da OAB, órgão máximo da entidade.

Erika Klingl, iG Brasília |

Os 50 conselheiros vão votar para ver se cabe um processo político contra o governador, afirma. Caso as denúncias se confirmem, é quebra de decoro.

Arruda é citado em um inquérito da PF, chamado Caixa de Pandora, pelo qual é acusado de pagar propina à base aliada com recursos vindos de empresas de tecnologia. As acusações foram feitas por um secretário de Estado que denunciou o esquema em troca de proteção policial e diminuição da pena em caso de condenação judicial.

De acordo com Estefânia, existem diferentes tipos de processo num caso como esse. Quando Collor foi cassado, o julgamento foi político porque existem diferentes esferas. Arruda pode ser punido politicamente e judicialmente, completa.

Para a presidente da Ordem, os indícios contra o governador são muito fortes. No inquérito fala-se em 30 fitas. Não sabemos se precisaremos esperar por elas porque os documentos são contundentes, completa.

Caso aprovado pelo Conselho Pleno do Órgão, a OAB levaria o pedido para a Câmara Legislativa. O problema é que, pelo menos, quatro deputados também são citados no inquérito. Por isso, a OAB estuda se o pedido seria encaminhado para a Casa ou para o Tribunal de Justiça.

    Leia tudo sobre: arruda

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG