OAB deve mediar uma saída para greve da Polícia Civil

SÃO PAULO - A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) se ofereceu ontem para mediar uma saída para a greve dos policiais civis no Estado, que deve entrar hoje em seu 12º dia. A iniciativa de Luiz Flávio Borges DUrso, presidente da seção paulista da entidade, é a primeira tentativa de reconstruir o diálogo entre policiais e o governo desde o início do movimento dos policiais.

Agência Estado |

A reação dos policiais foi imediata. "Achamos muito positivo que uma entidade como a OAB possa ajudar a vencer esse impasse. Sempre estivemos prontos para negociar e esperamos que o governo analise o apelo da OAB, que é muito positivo", afirmou o delegado André Dahmer, diretor da Associação dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo.

Ao tomar conhecimento da iniciativa da OAB, a Secretaria da Segurança Pública informou que "o governo nunca deixou de negociar". "Quem abandonou a mesa de negociação foram os sindicatos. Reiteramos que o Estado está disposto a retomar as negociações imediatamente após a suspensão da greve." As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Leia mais sobre: greve Polícia Civil

    Leia tudo sobre: grevepolicia civil

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG