não-tão-glamuroso mundo dos modelos masculinos - Brasil - iG" /

O não-tão-glamuroso mundo dos modelos masculinos

A cena se repete duas vezes por ano, todos os anos, em Paris e Milão. Homens jovens em jeans skinny, tênis da moda e t-shirts fazem fila na porta de marcas famosas na esperança de uma glamurosa vaga nas passarelas.

AFP |

Na famosa Maison Ungaro, em um dia ensolarado de junho, o estilista Franck Boclet e seu fiel assistente Damien Amsallem começam cedo as cansativas 24 horas de "casting" para escolher 15 modelos masculinos com o look e o corpo certos para desfilar sua nova coleção na Semana de Moda de Paris, que começa nesta quinta-feira.

"Há vários candidatos este ano", diz Amsallem. "Deve ser a crise. Mesmo os modelos que fizeram grandes campanhas publicitárias para perfumes como Chanel estão procurando emprego".

Pelo menos 100 jovens de Londres, Moscou, Tóquio, Paris e outros tantos lugares se apertam em corredores lotados carregando books, apresentação de seus trabalhos, e os endereços de outras dezenas de estilistas que fazem seleção no mesmo dia, em Paris.

"É uma seleção depois da outra", diz Felix Bujo, modelo de Montreal. "Você corre de marca em marca procurando por trabalho e come nos pequenos intervalos. Esta é nossa vida, viajando o mundo de uma semana de moda para outra, procurando por trabalho."

Não há vaga para ele no desfile da Maison Ungaro. Também não há emprego para o estudante de design de 20 anos e 1,86m, Harvey Newton-Haydon, ou o estudante de história de 1,92m, Jamie Conday, dois britânicos. "Esta é nossa primeira tentativa como modelos", diz Harvey. "Nós temos que conseguir na Dior e na Prada. Eles vão fazer uma seleção esta tarde, mas nós não sabemos como chegar".

O estilista da Ungaro, Franck Boclet, está à procura de gêmeos. "Há pelo menos quatro pares de gêmeos listados nas agências de modelos. Mas até agora eu só consegui um", diz Boclet. Por que gêmeos? "Meu design é trabalha com a dualidade", diz o estilista. "Eu odeio as pessoas que se vestem como se tivessem apenas uma personalidade. Quero mostrar um homem como um dândi, vestido com um terno, e como um roqueiro, em roupas de couro, quero mostrar os dois lados da sua personalidade."

Os gêmeos escolhidos por Boclet são os portugueses de 23 anos Jonathan e Kevin Ferreira de Sampaio, ex-estudantes de educação física descobertos na universidade, há dois anos, por um caçador de talentos, e contratados por Dolce & Gabbana em 2007.

Os dois, que não se arrependem da escolha pela profissão de modelo, representam o novo garoto das passarelas, não o tipo sarado, mas o homem com alguns músculos e um bom físico, diferente do franzino subnutrido andrógino em moda nas passarelas de 2000. "Nós planejamos voltar para a universidade em breve, mas por agora temos trabalho," diz um dos irmãos, que recebem de 500 a milhares de euros (no mínimo 700 dólares) por desfile, quantia bem menor do que a que é paga para modelos femininas.

Após escolher os gêmeos para duas das 15 vagas em oferta, Boclet analisa um candidato atrás do outro, checando seus portfólios e rapidamente dizendo "olá". "Não! Não! Não! Muito latino. Beleza muito clássica!" diz o estilista após receber dois jovens extremamente bonitos. "Eu não estou procurando por perfeição. Eu quero garotos que não sejam nem tão bonitos nem tão feios."

Bastien Bonizec, um jovem alto de 18 anos com uma longa cabeleira ruiva, chama a atenção de Boclet e é chamado para "experimentar uma jaqueta e desfilar". "Ok, tire sua foto", diz o estilista, colocando a foto ao lado de outros candidatos pré-selecionados.

"Alguns dos modelos são muito magros, nem se parecem com adultos, mas eu preciso deles para vestir perfeitamente uma jaqueta 44", diz o estilista."Outros não têm coxas, eles trabalham a parte de cima de seus corpos, e não as pernas".

Colocando as fotos uma ao lado da outra em sua mesa, Boclet e Amsallem separam e escolhem os 15 tipos que como grupo vão mostrar melhor a coleção primavera-verão da Ungaro. "Nós temos três ruivos, dois loiros, os gêmeos têm cabelo castanho e temos também um asiático de cabelos pretos. Vamos procurar por mais ruivos", diz.

No final do dia, Ungaro tem dois pares de gêmeos e cinco ruivos entre os 15 modelos masculinos selecionados para arrasar nas passarelas de Paris.

ccr/gk/jj/cr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG