Nuvem de vulcão chileno ocupa 70% do Rio Grande do Sul

Cinzas podem chegar ao Estado de Santa Catarina, de acordo com a FAB

iG São Paulo |

A Força Aérea Brasileira (FAB) informou na madrugada desta sexta-feira, 10, que cerca de 70% do Estado do Rio Grande do Sul, incluindo a capital Porto Alegre, registra a presença da nuvem decorrente do vulcão chileno Puyehue e que segundo as projeções, ela pode chegar a Santa Catarina. Devido à nuvem, quatro companhias aéreas suspenderam suas operações em aeroportos no Sul do País.

De acordo com o comunicado, a nuvem se encontra a 7 mil metros de altitude e serão coordenados desvios de rotas para que as aeronaves não atravessem ou ingressem na camada. A princípio, não há restrições para o tráfego aéreo em rota acima desta altitude.

A FAB informou também que apesar da previsão de ocorrência de camada de nuvens ao nível do solo, não foram registrados, até o momento, relatos de que isso tenha acontecido em aeroportos da região Sul.

Os dados são do Centro de Gerenciamento da Navegação Aérea (CGNA), que acompanha a evolução da situação por meio de informações obtidas com o Volcanic Ash Advisory Centres da Argentina.

    Leia tudo sobre: vulcãochilerio grande do sulnuvem de cinzaspuyehue

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG