Número de voos prejudicados por laser aumenta quatro vezes

Cenipa fará campanhas para inibir pessoas que usam canetas de laser verde na direção dos aviões e atingem os olhos dos pilotos

Agência Brasil |

O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) desencadeará campanhas educativas e ações conjuntas para tentar inibir o aumento de casos de utilização de canetas de laser verde na direção de aeronaves que , por vezes, atingem os olhos dos pilotos causando a limitação de visão. Segundo o Cenipa, nos últimos três anos tem crescido as reclamações de pilotos atingidos por raio laser. Em 2011, o órgão registrou 250 casos, um aumento de quase quatro vezes se comparado aos números de 2010.

Veja também: As manobras, os aviões e os pilotos da Esquadrilha da Fumaça

O Cenipa reconheceu, por meio da assessoria de imprensa, que dificilmente será possível detectar a autoria dessas iniciativas. Segundo o órgão, o objetivo é sensibilizar e buscar o apoio da população de cidades onde é maior o número de ocorrências. Para tanto, o Cenipa disponibilizará em sua página oficial na internet um formulário padrão para que identificar os aeródromos onde a prática é mais frequente.

De posse dos dados, o centro pretende apresentar campanhas e ações conjuntas entre os órgãos da administração aeroportuária e as autoridades locais. Segundo a Aeronáutica, a utilização dessas canetas por adolescentes têm se espalhado pelo país. De acordo com o Cenipa, até novembro deste ano, foram relatados 38 casos em Londrina (PR), 36 no Rio de Janeiro (Galeão), 21 em Vitória (ES), 13 em Campinas (SP), 11 em João Pessoa (PB), nove em Navegantes (SC) e nove em Fortaleza (CE).

    Leia tudo sobre: laservoosaviões

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG