Número de mortos nas rodovias federais cresce 13,3% no Natal e no Ano Novo

BRASÍLIA - O número de mortos no Natal e no Ano Novo, nas rodovias federais, aumentou 13,3% em relação ao mesmo período de 2007 e 2008. Entre 20 de dezembro de 2008 e 4 de janeiro de 2009, a Polícia Rodoviária Federal registrou 435 mortes. No mesmo período, um ano antes, o País teve 384 mortos.

Carol Pires, Último Segundo/Santafé Idéias |

Acordo Ortográfico Em comunicado divulgado à imprensa, a Polícia Rodoviária Federal destacou alguns motivos que levaram a esse crescimento. Para a polícia, veículos lotados, chuva em várias regiões do Brasil e o habitual descaso de motoristas em relação à civilidade e às leis de trânsito deixaram um rastro de sangue nos 61 mil quilômetros de rodovias federais. Outro fator destacado pela PRF é o o aumento de 9% da frota de carros no País, em relação a 2007.

O número de acidentes foi de 6.621 para 7.140, aumento de 7,84%. A quantidade de feridos foi a 4.795 feridos, dado 6,63% superior aos 4.497 do período entre 2007 e 2008. O final de ano não foi de comemorações na estrada. No Natal, quando comemoramos o nascimento, registramos mortes. E no Ano Novo, que registramos esperança, tivemos interrupção de sonhos, comenta Alexandre Castilho, inspetor da PRF.

No Rio Grande do Sul, pai, mãe e quatro filhos morreram na BR-386 quando o carro em que viajavam invadiu a pista contrária e se chocou contra um caminhão. Na rodovia Régis Bittencourt, um carro com placa do Paraná capotou em 25 de dezembro, dia de Natal, ferindo as dez pessoas que viajavam no veículo ¿ seis adultos e quatro crianças.

Ainda segundo a polícia, 1 em cada 5 veículos fiscalizados trafegava com alguma irregularidade. Entre 20 de dezembro e 4 de janeiro, 1.043 motoristas embriagados foram retirados do trânsito e 650 acabaram presos em flagrante. A conclusão da PRF é clara: "Isso dá uma lamentável média de um motorista embriagado a cada 20 minutos".

Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal, de 20 de dezembro de 2008 a 4 de janeiro de 2009 o Estado de Minas Gerais registrou o maior número de acidentes (1.411) e de mortos (89). Veja os números nas tabelas abaixo: 


Acidentes

1) Minas Gerais

1.411

2) Santa Catarina

907

3) Rio de Janeiro

640

4) São Paulo

567

5) Paraná

544


Mortos

1) Minas Gerais

89

2) Rio de Janeiro

33

3) Maranhão

31

4) Bahia

29

5) Santa Catarina

28

Veja também:

Leia mais sobre: balanço das estradas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG