Número de mortes por homicídio no País chega a quase 5%, diz Ipea

BRASÍLIA ¿ O estudo divulgado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) nesta quarta-feira mostrou que o Brasil lidera o ranking de mortes por danos intencionais entre as 11 nações avaliadas. Segundo o levantamento, o número de mortes por homicídio no País chega a quase 5%, para 100.000 habitantes.

Redação |

Acordo Ortográfico

De acordo com o Ipea, a análise comparativa foi feita com países representativos. Foram escolhido Rússia, Índia e China, por causa da dimensão territorial e da grande população, Estados Unidos, Alemanha, Finlândia e Espanha, por serem modelos de bem-estar, México e Argentina, por serem países vizinhos com estratégias parecidas com as do Brasil, e África do Sul, pela similaridade econômica e social.

O estudo mostra que o número mortes violentas na Alemanha (0,07%), Espanha (0,12%), China (0,43%) e Índia (0,55%) é baixo. Já na Rússia ( 1,97%), na África do Sul (2,84%), no México (2,20%) e no Brasil (4,69%), o número de mortes por homicídio é muito alto.

Por outro lado, o número de mortes por suicídio é mais baixo em países com número de mortes violentas mais alto, como o Brasil (0,72%) e a África do Sul (0,69%). A Rússia (2,45%) é uma exceção, uma vez que nesse País, além do alto número de mortes violentas, existe um número ainda maior de suicídios.

O número de suicídios é alto em países desenvolvidos, como Finlândia (2,50%) e Estados Unidos (1,24%), porém é baixo na Espanha (0,96%), onde a esperança de vida saudável é alta. Na China, quase 3% das mortes é causada por suicídios, o nível mais alto dentre os países analisados.

Veja também:

Leia mais sobre: homicídios

    Leia tudo sobre: brasilhomicídioipea

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG