Número de mortes nas estradas diminui com Lei Seca, divulga PRF

BRASÍLIA - A Polícia Rodoviária Federal (PRF) observou uma queda de 3,7% no número de mortes nas estradas federais em 2008 na comparação com o ano passado. O balanço divulgado nesta quinta-feira aponta ainda que no segundo semestre, quando entrou em vigor a Lei Seca, a redução foi de aproximadamente 6% em relação aos meses de junho a dezembro do ano passado.

Santafé Idéias |

A relação entre o número de mortes e o total de acidentes também diminuiu, segundo a PRF, após a aplicação de penalidades mais duras a motoristas alcoolizados. Em 2007, morria uma pessoa em cada 21,7 desastres. Após a Lei Seca, uma vítima fatal foi contabilizada a cada 25,1 ocorrências.

A queda também foi observada na relação acidentes por frota. Em 2007, a Polícia Rodoviária Federal registrou 27 ocorrências por 10 mil veículos; em 2008, o índice baixou para 26.

Nos últimos seis meses, a PRF prendeu 3.881 motoristas por condução de veículo sob o efeito de bebida alcoólica. Outros 2.100 foram reprovados ou se recusaram a fazer o teste do bafômetro e podem perder a carteira de habilitação. No total, 5.981 pessoas foram autuadas com base na lei. 

Quando a infração é velocidade, o número de flagrantes de janeiro a novembro chegou a 899.112 e deve ultrapassar um milhão até o final do ano. Por dia, foram 2.683 casos.

A Polícia Rodoviária Federal contabilizou, durante o ano, a prisão em flagrante de 25.779 pessoas que cometiam crimes de diversas naturezas. A atuação policial também permitiu a retirada de 643 crianças e adolescentes de áreas e situações de risco e prostituição, além da libertação, em conjunto com o Ministério do Trabalho, de 906 pessoas de condições precárias de trabalho, semelhantes à escravidão.

Ainda em ação conjunta com o Ministério do Trabalho, foram apreendidos 78 mil metros cúbicos de madeira extraída ilegalmente. A PRF também recuperou 9.224 animais silvestres, entre aves raras, répteis e mamíferos em extinção.

Foram apreendidos ainda, no combate ao contrabando e a pirataria, 498 mil caixas de medicamentos, 1,7 milhão de pacotes de cigarros, 217 mil equipamentos eletrônicos, 84 mil itens de informática e 7,2 milhões de CDs e DVDs.

No combate às drogas, a PRF interceptou 3,5 toneladas de cocaína e 72 toneladas de maconha nas estradas federais. Plantações com mais de 1 milhão de pés de maconha foram destruídas em ações conjuntas.

Ao todo, 3.300 veículos resultantes de furto ou roubo foram recuperados por policiais em serviço.

    Leia tudo sobre: mortes

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG