Número de mortes cai 8% após três meses de Lei Seca

BRASÍLIA ¿ No terceiro mês de Lei Seca, o número de acidentes com mortes caiu em 8% nas rodovias federais em relação ao ano passado, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF). No entanto, a tendência de queda é menor do que nos outros dois meses, que tiveram redução em 13,6%.

Redação |

Acordo Ortográfico

Segundo a PRF, a redução no número de acidentes foi menor neste último mês porque falta fiscalização no interior do Brasil, principalmente nas cidades pequenas.

Da data de início de vigor da lei, no dia 20 de junho deste ano até 20 de setembro, foram registrados 33.497 acidentes com 1.697 mortes e 18.759 feridos. No mesmo período, em 2007, foram 30.835 acidentes, com 1.808 mortos e 18.596 feridos.

Em nota, a PRF mostrou-se surpreendida com o número de prisões feitas nos 61 mil quilômetros de estradas federais brasileiras neste mesmo período: 1.756 motoristas foram presos em flagrante, de um total de 2.797 autuados por embriaguez ao volante.

Comparando o trimestre de 2008 em relação a 2007, houve acréscimo nos índices de acidentes (8,6%), feridos (0,9%), acidentes com feridos (4,6%), acidentes sem vítima (12,4%) e crimes de trânsito (86%). Por outro lado, foram constatados recuos nas taxas de vítimas fatais (6,1%), acidentes com mortos (8%) e pessoas socorridas (4,9%).

"A responsabilidade pela segurança do trânsito se divide entre União, Estados, Municípios e, sobretudo, a sociedade. Se um destes elos se partir, o esforço de todos fica comprometido", afirma Hélio Cardoso Derenne, diretor-geral da Polícia Rodoviária Federal.

Leia mais sobre: Lei Seca

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG