Novo secretário de Saúde do Rio fará grandes operações contra dengue

O novo secretário municipal de Saúde do Rio, Hans Dohmann, que foi empossado ontem no cargo, determinou um novo padrão de ação para combater a dengue. A partir de agora, serão feitas grandes operações nos bairros, com centenas ou até milhares de fiscais, bombeiros e mata-mosquitos.

Agência Estado |

A Ilha de Paquetá foi selecionada para acolher o primeiro grupo, com 700 funcionários, de acordo com a Agência Brasil. Em outros bairros, o número de agentes poderá chegar a 3,2 mil. “Já neste sábado, vamos realizar a primeira ação nos bairros, de forma preventiva, com a entrada de um contingente enorme de agentes de endemias e bombeiros. O objetivo é visitar todos os imóveis que forem possíveis e estabelecer uma ligação direta com as associações de moradores e sociedade civil”, afirmou.

Dohmann afirmou ainda que haverá uma rede de atendimento 24 horas para receber pacientes com suspeita de dengue, abrangendo barracas de hidratação e Unidades de Pronto Atendimento (UPA) municipais, nos mesmos moldes estabelecidos pelo governo do Rio em cooperação com o federal. Conforme o novo secretário municipal de Saúde do Rio, em quatro meses será aberta a primeira UPA da cidade, na zona oeste da capital fluminense.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG