Novo presidente do STJ é contrário ao 3º mandato

O novo presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ) ministro Humberto Gomes de Barros se disse contrário à possibilidade de um terceiro mandato para o presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva, criticou a reeleição e afirmou que a alternância é boa para o País.

Agência Estado |

"Um dos grandes males para o direito eleitoral foi a reeleição. Eu acho que terminou causando mais mal do que bem", argumentou. "Não posso opinar como presidente, mas como cidadão me preocupa muito (com a mudança de regras durante o mandato)", afirmou durante um café da manhã oferecido aos jornalistas.

Barros, que já foi do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), afirmou que o direito eleitoral coibiu a propaganda ilegal, mas a reeleição permite que o político que queira permanecer no cargo fale bem de suas realizações. "A rigor, o candidato teria que falar mal do governo dele", ironizou.

Humberto Gomes de Barros assume formalmente nesta segunda-feira, às 16 horas, a presidência do STJ. Ele ocupará o cargo deixado pelo ministro Raphael de Barros Monteiro Filho, que se aposentou. O vice-presidente será o ministro Cesar Asfor Rocha. Será a primeira vez que o tribunal é comandado por dois ministros indicados pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Leia mais sobre: Lula

    Leia tudo sobre: lula

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG