Novo disco de Britney é recebido com reservas pela crítica americana

Los Angeles (EUA), 2 dez (EFE).- A cantora Britney Spears lançou hoje seu esperado sexto álbum de estúdio, Circus, recebido com moderado entusiasmo pelos críticos americanos.

EFE |

Com o novo disco, Britney, que faz 27 anos nesta terça-feira, tenta reerguer de vez sua carreira e retomar a posição que um dia ocupou dentro do cenário pop internacional.

As 13 canções de "Circus", duas delas co-escritas pela artista, retomam o estilo dançante que um dia fez Britney ser considerada uma diva do pop.

Na opinião da crítica americana, as melhores composições do disco, que traz faixas com letras relacionadas a problemas recém-enfrentados pela cantora ("Kill the Lights", "Mmmm Papi" e "My Baby"), são "Unusual You" e "Womanizer", esta última lançada como música de trabalho.

Porém, no geral, o disco não foi considerado à altura dos álbuns anteriores da artista, como "Toxic" (2004).

Os jornais californianos "The Sacramento Bee" e "The San Diego Union Tribune" disseram que "Circus" é "o.k., mas não o melhor espetáculo" de Britney, e "quase tão bom como o primeiro (retorno da cantora)", em referência ao seu trabalho anterior, "Blackout", lançado no ano passado.

Já o "Los Angeles Times" apostou no sucesso comercial do disco, mas criticou a voz da artista, enquanto o "Washington Post", mais benevolente, disse que se Britney se concentrar em seu trabalho logo estará de volta ao estrelato.

A "CNN", por sua vez, repercutiu um artigo da revista "Entertaiment Weekly", que, apesar de aprovar o álbum, demonstrou certo desencanto com seu conteúdo, do que esperavam mais experiências pessoais da cantora. EFE fmx/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG